Reporting the underreported threat of nuclear weapens and efforts by those striving for a nuclear free world.

A project of The Non-Profit International Press Syndicate Group with IDN as flagship agency in partnership with Soka Gakkai International in consultative
status 
with ECOSOC.

 

Pelo fim das armas nucleares

por Ramesh Jaura

Berlim, Alemanha e Tóquio, Japão, 11/8/2015 – Setenta anos depois dos bombardeios atômicos sobre as cidades japonesas de Hiroxima e Nagasaki, um mundo livre de armas nucleares parece muito distante. Relembrando os dois acontecimentos, ocorridos nos dias 6 e 9 de agosto de 1945, respectivamente, os prefeitos das duas cidades apelaram fervorosamente para uma maior consciência mundial sobre a urgente necessidade de abolir completamente as armas atômicas.

Cresce o apoio para abolição das armas nucleares

Por Jamshed Baruah

GENEVA (IDN) - À frente da Conferência de Avaliação do Tratado de não Proliferação de Armas Nucleares (TNP) de 2015, marcado para o período de 27 de abril à 22 de maio de 2015 em Nova Iorque, a Comunidade dos Estados Latino-americanos e Caribenhos (CELAC) expressou uma visão clara sobre o futuro do desarmamento nuclear.

ONU deve proibir ataques nucleares contra cidades

por Roger Hamilton-Martin

Nações Unidas (IPS) – Setores da sociedade civil pedem à Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) que aprove uma resolução declarando que os ataques nucleares sobre as cidades violam o direito humanitário internacional.

ONGs apoiam as Ilhas Marshall em julgamento contra potências nucleares

por Julia Rainer

Viena, Áustria (IPS) – Ontem foi encerrada na capital austríaca a conferência sobre o impacto humanitário das armas nucleares. Mas antes a cidade recebeu ativistas de todo o mundo para um fórum da sociedade civil organizado pela Campanha Internacional para Abolir as Armas Nucleares (Ican).

O armamento nuclear é e será o maior perigo enquanto existir

por Risto Isomaki

Helsinque, Finlândia (IPS) – No momento culminante da Guerra Fria, o arsenal mundial de armas nucleares, medido pelo potencial explosivo, era estimado em três milhões de bombas iguais à que destruiu Hiroxima em 1945.

2015 será um ano decisivo para o desarmamento nuclear

por Thalif Deen

Nações Unidas (IPS) – “Um dos grandes paradoxos da ciência moderna” é que os seres humanos buscam vida em outros planetas enquanto as potências nucleares do mundo mantêm e modernizam suas armas para destruir a vida na Terra, afirmou o secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon. “Devemos lutar contra o militarismo que engendra a busca por essas armas”, afirmou Ban no dia 6 de agosto, aniversário do lançamento pelos Estados Unidos da primeira bomba atômica sobre a cidade japonesa de Hiroxima, em 1945.

Desarmamento nuclear, sempre em fase de teste

por Thalif Deen

Nações Unidas (IPS)  – O clarão branco que, no dia 28 de fevereiro de 1954, o teste nuclear, conhecido como Castle Bravo, gerou no atol de Bikini, ficou gravado a fogo na memória de Tony de Brum. O atual ministro das Relações Exteriores das Ilhas Marshal, no Oceano Pacífico, tinha na época nove anos.

Challenges Remain But Good News For Nuclear Disarmament - Portuguese

Os desafios permanecem mas há boas notícias para o Desarmamento Nuclear

Por Ramesh Jaura

BERLIM (IDN) - Há um monte de boas notícias na frente de desarmamento nuclear, mas há milhas a percorrer antes que os militantes pela proibição da bomba possam 'deitar e dormir em paz'. Quase 70 anos após o primeiro uso de armas nucleares em Hiroshima e Nagasaki, cerca de 17 mil continuam a ameaçar a própria sobrevivência da humanidade.

Museus como construtores da paz

Nuclear Abolition News | IPS
Mutsuko Murakami


Tóquio (IPS) - Existem no mundo cerca de 170 museus dedicados à paz, um terço deles no Japão, país com uma história belicista que deixou enormes cicatrizes em sua população, que levaram à demanda da construção de uma cultura de pez, explicou à IPS Ikuro Anzai, diretor honorário de um deles.